Mensagens de:

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Somos Deus



https://www.youtube.com/watch?v=7Dqe0pSpm-k                                       

  Eu Sou Deus             
                                                                                                                                                                      Incrível querido Deus como é extasiante sentir seu amor a cada detalhe da criação, sentir como somos parte deste todo como criatura e criador, amo sentir-me viajando ao lado e em Deus vislumbrando tanto amor e perfeição em nossas criações pelo universo... Quando elevo minha alma me lembro: Eu Sou Deus... Namastê a todas as partes de Deus  e a todos Eus que leem esta mensagem, Namastê ao Todo que tu és... Somos Um, Somos Deus.      Bom e Divino dia a todos        Sandra Ramos


3 espetaculares amanhecer que ganhei de presente em minha janela... 
obrigado Deus por tanto capricho:

Abrace Gaia com Arcanjo Rafael e mãe Maria

18/05/17   Sandra Ramos  https://correntesdeluz.blogspot.com.br


aqui abaixo um livro que estou escrevendo e portanto não pretendo divulgar a todos tão cedo... mas se encontrou e quiser acompanhar vou escrevendo e atualizando aqui nesta mensagem!



Um Romance Estelar

1- A despedida


Yambar olhou nos olhos de Lux de Sírius, absorveu toda a luz que podia naquele momento de despedida, seus olhos cor de mel brilhavam além do limite de qualquer compreensão, brilhavam todo seu amor, toda sua paixão todas as suas histórias juntos, os olhos de Lux seriam seu maior foco de lembrança quando se esquecesse totalmente de seu grande amor, de sua chama gêmea, de todas as suas belas histórias vividas juntos... Seria uma viajem extremamente longa principalmente para ela que escolhera viver a dualidade e a fragmentação de sua consciência em uma matéria, um corpo 3D.
Lux também admirava os olhos de Yambar, eram de um azul escuro e havia nele um misto de coragem, euforia e medo, mas não Yambar... ela era destemida, Lux sabia que o medo não era o que a abalava, viu em seus olhos que o que a abalava seria a distância em que se encontrariam por vários milênios, era um momento desconhecido para ela que em um ímpeto de coragem havia decidido participar do tal projeto Terra por dentro da história, Yambar ficaria ali diluída naquela sopa de fragmentos densos e confusos que era a vida da matéria, por várias vidas, afinal quando ele poderia ver novamente este seu lindo olhar? Quando será que ela relembraria de seu amor?
Ambos encostaram a testa um no outro e todo o sentimento do momento foi compartilhado, Yambar sentiu um ímpeto em seu amor de ir junto com ela, afastou suavemente suas cabeças, acariciou o queixo de Lux e lhe disse com seu coração, se eu me perder quem me buscará se estiver por lá perdido também? O tempo é uma ilusão, será uma experiência mágica e única viveremos esta separação por alguns momentos de nosso infinito agora...
Lux a apertou com força, não queria mais soltá-la, acariciou seus cabelos negros tão sedosos, e com seus dedos luminosos foi descendo e tateando o corpo de sua amada, como se quisesse escanear cada ponto do seu amor, guardando aquela lembrança para sempre em seu coração... sabia que para ela seria mais difícil, Yambar não poderia se lembrar deste momento tão cedo, não poderia visitá-lo nem no passado, nem no presente e se lembrar de tudo em plena consciencia, Lux não perderia sua amada de vista, nem por um dia Terreno sequer... Yambar era muito teimosa mesmo, sismou de ajudar no projeto e nada podia deter uma decisão sua.
Yambar acompanhou todos estes pensamentos e sentimentos de Lux e lhe deu um beijo onde suas almas pareceram se fundir novamente em uma só alma, o tempo pareceu ser eterno e seus corações em união vibraram a energia do Todo, em expansão... e uma explosão multi colorida e gigantesca se fez. Lindas luzes se expandiam... e continuavam a vagar pelo cosmo, o amor era tão puro, tão imenso  e único que poderia ter gerado uma galáxia em segundos... e, com certeza, uma vida de luz se fez nascer neste momento. De seu imenso amor e união de suas almas durante este magnífico abraço de luz foi gerado um filho, uma nova alma, plena e perfeita, uma nova criação da fonte de Deus... que eles eram.
Olharam para a luz enorme que saía deles, admiraram sua criação como a mais linda e amada obra de arte, mais uma partícula de Deus teria lindas oportunidades, e esta sensação acabou com todas as dúvidas que ainda sentiam no coração, a criação de uma nova vida! Ela é bela, esta expansão se dá em momentos de divisão, enquanto Deus expira e expande o universo de criações, a luz que saiu deles e criou uma nova vida, agora teria experiências únicas, independentes, encarnaria em corpos, viveria em vários planetas, e certamente iria nos reencontrar em vários momentos, principalmente quando chegasse a hora do expirar de Deus e lentamente o Todo fosse se reunindo no Um que nunca deixou de ser...
A separação de suas vidas neste momento criaria N possibilidades novas de vivencias, Yambar encarnaria várias vezes naquele belo planeta azul e Lux continuaria sua jornada ajudando planetas perdidos em sua própria densidade a se recuperar e recobrar o mínimo de sabedoria até que percebessem que a guerra pelo poder não era verdadeiramente necessária, Lux tabalhava com isso, junto com Yambar e toda sua frota... uma guerra de luz contra a guerra da escuridão, não havia violência em deter a violência, mas era bem trabalhoso. Não havia atalhos também, pois os corpos que abrigavam as almas nestes planetas, incluindo a Terra, só conseguem  receptar consciencias extremamente fragmentadas e totalmente esquecidas de seu poder extremo de criação no amor e na luz.
Yambar tinha plena consciencia que seria uma destas almas esquecidas, se virou novamente para seu grande e alto amor e literalmente levitou para ficar bem de frente ao seu rosto, acariciou sua testa, mexeu em seus cabelos loiro escuro sentindo a textura, a energia, apalpou seu pescoço até a nuca e descendo suas mãos pelas costas de seu amor, deitou sua cabeça em seu ombro acolhedor, ele era seu complemento divino, como seria a experiência de estar sem ele?! Sentia junto esta curiosidade, gostava de provar sua força, seria uma vitoriosa e colheria muitas experiencias únicas e multi coloridas para o Todo, para estar disponível nesta grande biblioteca do universo tão cheia de cores.
Novamente sentiram a fusão de seus corpos, só que agora de uma forma líquida, se sentiram ambos como um grande oceano, com tanta energia, tanta vida... mergulhados um no outro sentiam-se o infinito oceano de amor sem fim.   Uma paz imensa naquele momento eterno de Amor.

Se fosse contar esta despedida em tempos humanos, provavelmente anos haveriam se passado, ou não! A linearidade da matéria e do tempo não tem muitas formas de se explicar aqui nesta dimensão onde vivemos em Sírius, começa a ser mais fácil o entendimento à partir da 5a dimensão e convivemos naturalmente na 12a dimensão, para nós muito mais fácil de entender do que as vidas na 3a dimensão... 
Estou aqui narrando esta história para vocês como amigo e expectador deste lindo casal de protagonista... diferente de Yambar e Lux eu decidi estar no meio entre os 2, posso apoiar tanto um lado como o outro... Para Yambar eu serei uma espécie de mentor espiritual, um inspirador artístico, já que gostamos tanto de arte, a arte será nossa conexão... e comunicação de Yambar com a 5a dimensão onde estarei.
Já com Lux posso lhe contar novidades e passar todo o aprendizado que Yambar estiver coletando, e assim ele se tornará um Expert em seres muito mergulhados na 3a dimensão, eu o ajudarei a contactar estes seres também já que estarei mais próximo de suas dimensões... Eu serei o Elo entre mundos.
Então é isso Meu nome é Alun e irei ajudar a narrar esta linda história, afinal eu fui expectador dos 2 lados, eu conheço inclusive o filho que surgiu deste casal neste momento de despedida, e ele logo surgirá nesta história que a própria escritora desconhece, e mal pode esperar o momento de desvendar... Calma vamos um passo de cada vez, vamos voltar ainda mais no tempo!

2- Algum "tempo" antes

Lux de Sírius e Yambar estavam em sua nave comemorando finalmente a vitória da luz em um planeta de experiencias mais densas, em seu abraço pareceram sair luzes muito mais fortes do que fogos de artifício, eu vi este momento e me aproximei com a minha chama gêmea e nos abraçamos em 4, logo toda a nossa família estava abraçada em um bolo só e nossas luzes acolhedoras comemoravam transformando a sala de nossa nave em um espetáculo de luzes coloridas, realmente é raro usarmos palavras em nossa convivencia, sabemos tudo o que o outro pensa, sabemos muito mais que seus nomes , sabemos suas histórias de vidas, todos somos um grande livro aberto para ser consultado e visitado como queiram, e o abraço é nossa atividade mais querida, pois misturamos todas estas histórias e vivencias em momentos mágicos , lindos e únicos.
Ao todo estávamos em 8 tripulantes na nave para esta missão, e foram por volta de 1000 anos daquele planeta onde inseríamos nossa luz até que um mínimo de sabedoria fosse implantada, e finalmente eles parassem de se destruirem...  Minha amada chama gêmea estava lá, e havia passado muitos anos esquecida de nosso imenso amor, de como na verdade somos um...  Minha amada Lúan foi se lembrando de mim, até finalmente nos encontrarmos e quando chegou a hora desta grande vitória do planeta Ácqua, a trouxemos para a nave ficando assim em 9 tripulantes, nossa satisfação e gratidão era ainda maior do que todos ali presentes, pois finalmente estávamos juntos...
Deixa então eu apresentar a galera da nave: eu Alun, minha amada Lúan que acabara de chegar, Yambar e Lux, Aulos e Gotija, seu filho Almyo, Niel e Maia, .
Neste último período de nossa missão os Acquarianos começaram a expandir sua consciencia e a derrubar suas crenças limitantes e quando isto passou para o coletivo todos finalmente se olharam como irmãos como sendo Um, que realmente são e uma nova era foi implantada, conseguimos nossa vitória tanto sobre quem estava encarnado como com grandes entidades bem teimosas e sem sabedoria que induziam as pessoas ao erro.
Sabe... há todo um sistema para se usar corpos densos, há o início onde todos são puros, mas frágeis e sem nenhuma lembrança, chegam no novo planeta como um quadro em branco, que logo se segue pelo medo, percebem que são frágeis, pois só veem seu corpo e não conhecem seu poder espiritual, sua eternidade e divindade, os medos mais poderosos se tornam grandes entidades escuras e que induzem a população ao erro, e então o ápce do caos se instala no planeta... 
Isto é comum  nenhum ser deixou de ser luz, todos são realmente eternos Deuses e partes do todo, mas neste momento só há guerra e dor, há casos raros até de se interromper a experiência, tamanho caos instalado... Mas estas experiencias mais duras fazem parte de obtermos mais conhecimento de quem somos como um todo, quando vemos o contraste da dor, o amor se torna ainda mais belo, os piores seres são os mais corajosos... de nosso ponto de vista vemos tudo como um grande teatro e nosso papel na frota é trazermos novamente a luz para o discernimento de quem mais mergulhou profundamente em seu papel... tão profundamente que se perdeu neste caos... 
Mas do fundo do poço, vamos resgatando um a um, iluminando suas consciências em várias vidas até que o amor coletivo que une comece a ser mais forte do que o medo que divide a todos, e assim entram em eras de desenvolvimento mais luminoso e independentes.
Bom estou falando demais, onde estávamos, acabávamos de implantar a luz de uma nova era no planeta que chamei de Ácqua (nome fictício de um livro futuro de Yambar onde meu nome era Alú rsrs parecido!). Ácqua estava finalmente livre e podia enfim caminhar com suas próprias pernas não havia mais perigo de recuar para a escuridão e nossa família comemorava abraçada na nossa grande Nave, foram tantas frotas juntas a nós... amávamos todas profundamente e ainda mais nossa família ali abraçada presente... e ainda mais meu amor que ali me completava!
Agora, em estado de profunda gratidão nos dirigíamos  novamente para Sírius de onde toda nossa jornada começou, não exatamente de nascensa de todos, mas com certeza de muita vivencia juntos, eu por exemplo vim de Arcturius com minha amada, enquanto Yambar e Lux eram realmmente de Sírius... mas vivemos juntos em vários outros planetas... nossa família de aventura... e fomos em direçaõ a Sirius em nossa original dimensão tão luminosa!
Chegando lá em Sírius, fomos recebidos com mais e mais abraços e através deles, toques de mãos, sorrisos e de olhares contamos todas as histórias vividas, compartilhamos tantas emoções e momentos inesquecíveis, Almyo passou bastante tempo abraçado com sua chama gemea Zigsty, matando saudades... pois ela havia ficado em outras atividades no sistema de Sírius.
Várias outras naves também vieram para Sírius neste momento, pois ao mesmo tempo que comemorávamos havia um chamado novo de nosso comandante Ashtar, contávamos nossas vivencias e ao mesmo tempo estávamos curiosos para saber o recado do nosso comandante, também contentes de revê-lo.
Nos sentíamos uma grande sopa de luz e sensações cada um mostrando seu sabor, sua nova descoberta, sua nova cor, e todos unidos em grande harmonia gerando um momento único e mágico... até que a pitada final chegou, nosso grande amigo, mestre e comandante Ashtar Sheran desceu de sua nave e nos abraçou um a um, e em cada abraço compartilhávamos nossas experiencias e ele já nos dava seu recado... cada um que o abraçava já se entreolhava sabendo toda a história que Ashtar Sheram os contaria, um a um iam se olhando já sabendo da grande convocação.

3- A convocação

Não há pressa em nosso viver, Ashtar realmente abraçou a todos e enquanto isso, cada um ponderava uma escolha a ser feita... Então acabando esta recepção ele simplesmente se fez crescer, sua luz ficou imensa, seus olhos emanavam muito amor e se conectava a cada um de nós em um feixe luminoso com um pedido por ainda mais de nosso amor, e então a convocação foi feita, agora para todos que ouviram em suas mentes com imensa nitidez, e com imagens traduzindo todo o futuro que nos aguardava, Ashtar nos mostrou todos os itens do projeto Terra, era um projeto gigantesco de resgate, e pelo que tudo indicava era bem mais longo e trabalhoso que o projeto que acabávamos de retornar... no planeta Ácqua.
Em nossa visão pudemos ver desde o surgimento do planeta Terra até sua missão completa, onde nós partiríamos ascensionados em conhecimentos e retornaríamos com experiencias gigantescas, mas também notamos o quão profundo os seres deste planeta mergulhariam na dualidade, na ilusão do esquecimento, e reparamos o tamanho gigantesco da ascensão de vibração, notamos como era grande o percurso, e também o alcance total com o poder completo daquele ser chamado de humano...  que iria em sua jornada do total esquecimento ao conhecimento de si mesmo como Deus...  Foi uma ideia realmente desafiante.

Em nosso ponto de vista o tempo realmente não existe... a forma que vemos a tal grande duração é projetando nossa energia para a ideia em si e vendo a partir de outro ponto de vista, deixe eu explicar isto rapidamente:
Imaginem uma pedra... quando a veem a olho nú ela está parada... nada está acontecendo ali.... ela apenas está sendo a pedra...  então pegue um microscópio e veja suas moléculas elas vão de um ponto ao outro, isto leva até um tempo, cada molécula da pedra parece viver sua própria história enquanto olhamos muito de perto, mas quando afastamos vemos o todo dela... sendo no agora a pedra.
Então é assim que compreendemos o tempo na 3a dimensão quando queremos, usamos outro ponto de vista, nos aproximamos o máximo que podemos... e foi assim que notamos a grandiosidade do projeto Terra. Vimos o planeta como o ser vivo que é e ao nos aproximar pudemos ver seu tempo passar como numa grande história apresentada em um flash  com o início , meio e fim, vimos os possíveis sucessos e os prováveis fracassos, sabemos que na verdade a variação do que vimos seria a maior constante, vimos apenas algumas possibilidades e que história imensa de idas e de resgates a quem ficasse por lá perdido... todo este improviso é consciente, e na dimensão que estamos conseguimos compreender infinitos números de variáveis...
Portanto sabíamos que era uma missão para corajosos, logo todos pararam de se entreolhar e começaram a tomar suas decisões quem ia e quem ficava... Houve uma grande leva de primeiros corajosos dizendo EU VOU... Junto com nosso amigo Sananda e sua companheira Nada, nosso amigo Aulos estava nesta primeira turma... afinal adora construir coisas na materialidade... Maya e Niel também se prontificaram rapidamente e... Logo surgiu outra leva de voluntários... Yambar surgiu nesta dizendo firme EU VOU... Apesar de Lux saber o que ela sentia, ficou confuso se também deveria ir... seu coração dizia fica pois alguém precisa permanecer no trabalho de luz atual... Mas sem Yambar?! Seria estranho.
Almyo e Zigsty olharam para sua mãe espiritual Gotija já imaginando a despedida se entreolharam com cumplicidade e disseram juntos na terceira leva de voluntários - Eu Vou   - Almyo e Zigsty disseram isso tão simultâneo que pareceu uma só voz.
Eu ... Alun e minha amada Lúan pensamos em participar de outra forma, olhamos nos olhos e sabíamos o que fazer, e quando Ashtar convocou anjos e mentores, seres para apoiar o projeto, nós nos oferecemos sem nem pensar, já pudemos até ver Yambar e Aulos sem seus complementos divino encarnando várias e várias vezes enquanto nós os assessorávamos dando apoio e ligação com nossa verdadeira dimensão. 
Nós seríamos o elo entre dois mundos como entre Yambar e Lux e também entre Aulos e Gotija, todo um enredo começou a se desenhar em nossas mentes e sentimentos, nosso grupo compartilhou estes momentos, Aulos olhou para Yambar prevendo que seriam o conforto um para o outro durante muitos anos de muitas encarnações. Em contrapartida Lux cruzou seus olhos cor de mel com Gotija que tinha um lindo cabelo violeta, e uma pele de um verde azulado, ela sorriu e Lux entendeu que agora o grupo se reduziria a eles 2, portanto deveriam se unir a outros remanescentes de outros grupos. 
O Laço de todos ali era muito forte e cada um compartilhava as emoções uns dos outros, um misto de curiosidade, empolgação e já uma antecipada saudade, então começaram a se misturar e sentir além de seu grupo habitual, vários amigos que iam também, são tantos nomes que nem vou citar aqui, mas começaram a se abraçar, se admirar da decisão de coragem de tantos, e então a energia de Ashtar chamou a atenção de todos novamente...
Ashtar agradecia a todos, tantos os que iam como quem ficava e convocou um lider principal já cruzando o olhar com Sananda, que tinha nítido seu enorme vínculo com este planeta tão querido, pois Sananda em conjunto com seu complemento Nada haviam criado aquele quadrante da galáxia, e por isso sentia grande carinho pela sua criação.
Na Terra seria mais conhecido como Jesus, Jeshua e seria responsável por mostrar a todos o caminho de retorno, o caminho para reencontrar o cristo interno e consequentemente seu Eu Sou Divino, era uma responsabilidade e tanto, mas Sananda vibrou de tanta alegria e abraçou Nada com tanto amor que todos puderam sentir a luz que emanou do casal sorridente, esta luz pareceu acariciar e unir a todos neste lindo e grande propósito.
Todos estavam muito felizes, a sensação geral foi de um grande abraço de luz coletivo em que todos sabiam, que não importando as mais malucas histórias que viveriam, estas experiencias seriam mágicas e somariam inevitavelmente ao todo, e que O AMOR SEMPRE VENCE!

4- Os preparativos

Este foi um grande momento e comemoramos antecipadamente tudo o que conquistaríamos com esta nova grande jornada, foram momentos muito gostosos de compartilhar possíveis histórias nas linhas de tempo que muitos ali presentes resolveram mergulhar, eram tantas possibilidades, umas mágicas e outras desafiantes, não havia medo, pois não havia real perigo, apenas seríamos projetados até esta vivencia mágica no planeta terra, que chamamos logo com carinho de mãe Gaia, pois ela seria agora nossa mãe de matéria, e grande companheira de luz. Gaia é uma grande consciência e tem grande sabedoria e grandes vivencias para compartilhar conosco, e viveríamos isto bem de perto juntinhos em nossa nova colônia.
Os preparativos logo começaram, quem ia encarnar já ia apurando seus estudos, planejando N motivações e coisas para ser vivenciadas na matéria, amigos mais íntimos combinavam se encontrar, formar famílias e até já planejavam coisas para se discordar...
Peguei num momento Yambar combinando alegremente com Aulos que um ia discordar do outro, pra dar mais graça em suas missões, assim seriam mais fortes e decididos, começaram a rir visualizando possíveis percalços que essa decisão causaria...   Ambos eram muito amigos, bem companheiros, mas até em nossas missões na nave tinham este habito de discordar em vários assuntos e aspectos, achavam saudável imaginar vários pontos de vista, e isto não poderia mudar enquanto estivessem em vida física.

Uma coisa interessante e talvez complexa para a mente linear entender, fiz até quem aqui escreve parar dias para quase entender é um detalhe que deixa nítido o conceito de que o tempo não existe, desde o dia em que Ashtar convocou a todos, um ser chamado Árian se juntou ao nosso grupo, com seu complemento divino Nalô e todos ali sabiam que era um filho concebido por Yambar e Lux em um momento (linearmente falando) futuro, pouco antes de sua separação para o projeto Terra, não era segredo, tão pouco Arian e Nalô eram almas inexperientes, apesar de serem concebidos como mônoda em um momento posterior, já haviam tido muitas experiencias pelo universo afora, inclusive nos encontrávamos de vez enquanto por nossas missões, nos abraçávamos com consciência plena de quem era e de quando teríamos um contato maior.
Tentem ver o tempo como um circulo, ou um relógio mesmo que possamos acompanhar que o 2 vem depois do 1 não há começo nem fim, o tempo a partir da 5a dimensão não é limitado ao antes e o depois, tudo é simultâneo, outro exemplo é um livro... completo em suas mãos, você pode acompanhar a linearidade pagina seguida de pagina, mas também pode xeretar seu último capítulo... tudo está em suas mãos, porem menos rígido que o livro... tudo pode ter outras escolhas , outras experiencias, há um padrão que nos permite escrever esta história, mas há muitas realidades paralelas, e aqui faremos o possível para trazer uma mediana e tentar fazê-la ser entendida... Então este ser Arian e seu complemento Nalô foram concebidos após este ponto da história, exatamente no primeiro capítulo deste livro, mas viveram experiencias em vários tempos e espaços e estavam lá junto conosco convivendo e aprendendo para participar do projeto Terra... Ufa, espero ter sido claro!

Arian era divertido, gostava de falar coisas aleatórias e surpreender as pessoas com a liberdade de suas ideias novas, sem preocupação alguma se fazia algum sentido, ele apenas dizia, Nalô era um doce e divertida assim como ele, os complementos divinos ou chamas gêmeas por terem vindo do mesmo ser completo (mônada) possuem praticamente a mesma personalidade, mas prontos para viver o lado feminino e o masculino... como primeira separação de muitas outras possíveis separações e vivencias pelo cosmo. 
O estar separado nos permite viver ainda mais opções, e acessar o que o outro lado divino viveu com grande intensidade, pois na verdade somos um...  Para o projeto Terra haveria muitas outras fragmentações do ser e por isso estávamos nos preparando

Esta fase de estudos e planejamentos foi seguida por outra onde todos se preparavam para  a verdadeira separação, haviam treinamentos, simulações e no final todos compartilhavam suas sensações em longas seções de abraços

https://www.youtube.com/watch?v=-ywL_zokELE música que estou ouvindo a escrever este trecho

Ah o abraço, já falei que é nossa atividade mais querida?! Como é bom sentir esta reunião de energias em luzes, há uma música específica para cada abraço que se imprime no ar, uma troca de experiencias através do sentimento, de puro amor, e cores diferentes marcam cada momento como único... 
Lux acompanhava o treinamento de perto e peguei em um momento abraçando nosso querido Arian que sabíamos logo logo iria nascer, um sentimento de entrega, amor profundo, conselho paterno e uma antecipada saudades do filho querido que nem havia nascido como mônada e já tão profundo, pois em suas consciências não havia só os esbarrões no tempo que a linearidade chamaria de passado, havia todas as futuras convivências em tantas aventuras no tempo que chamaria futuro... é ... são sentimentos confusos, mas lindos de igual forma... admirei a luz azul prateada que saía de seus abraços

Bem, eu Alun e minha querida Chama Lúan treinávamos coisas diferentes, o ser ajudantes exigia muito improviso, para que o planejado fosse executado sem ser percebido, sem violar a regra do jogo do livre arbítrio... Por exemplo no plano de alma a pessoa escolhe encontrar a outra e construir uma família, ter filhos... Mas o momento do encontro parece não ser notado por ambas, então promovemos tropeções e coincidências criativas para que estas se encontrem, uma gravidez inesperada para que elas se casem, vamos assim improvisando com o que temos para haver harmonia e sincronicidades no universo, e assim neste aparente caos de improvisos, os planos de alma vão se cumprindo... muitas vezes apelamos para o verdadeiro milagre, um anjo me contou que salvou uma criança que pulou da janela do ônibus em alta velocidade na estrada... não era sua hora de partir, então ele a segurou no colo e a deixou no chão esperando a proteção do motoqueiro logo atrás e o motorista do ônibus chegar com sua família para socorrê-la... sem nenhum arranhão...    aliás   foi um improviso intencional e sincrônico pois impulsionou a fé de muitas pessoas que lá presenciaram o acontecimento... e muitos que ouviram esta história como nossa escritora Sandra.

https://www.youtube.com/watch?v=qeHkIb7VRUM música que ouço escrevendo

Nada mesmo é por acaso, há também outra história que confirmei como real a criança voltando para sua casa com uma bicicleta pesada, tinha que atravessar a estrada com um muro de mais de 1 metro de altura, pois perdeu a passagem certa de vista, sabia que tinha que atravessar, mas não achava o ponto certo na estrada, esta criança ajoelhou chorando e pedindo ajuda a Deus, então um homem surgiu do nada, atravessou o menino, subiu a bicicleta pelo muro e ao chegarem na outra margem simplesmente sumiu enquanto o menino olhou para o outro lado... Este homem também é um anjo... amigo nosso!
Há um fervilhar de vida protegendo a vida humana, há um grande planejamento digno de Deus o Todo para que haja perfeição em tudo e respeito a regra do jogo do projeto: livre arbítrio.
Mais pra frente nesta história conto outros milagres que fazemos...  estamos ainda na parte dos treinamentos e vamos escrever na ordem...
Então treinamos arduamente esta função de ser ninja e usar tudo ao nosso alcance para conseguir os objetivos de alma de cada pessoa... usamos cachorros, outros seres humanos, a natureza, mudanças climáticas, acidentes, brigas, coincidências diversas, damos sinais e dicas, tudo para que olhem para onde planejaram olhar antes de aí nasceram... ufa o treinamento foi difícil e divertido, mas nem tanto como a realidade... agora é que ficou tão fácil que posso falar quase diretamente com a escritora deste livro Sandra que para quem ainda não percebeu é Yambar ;)

5- Chegamos novamente à despedida

Este período de treinamento foi chegando ao fim, e logo chegou o momento de nos despedir, de ser transportado para as proximidades do sol central onde está este belo planeta chamado Terra, nossa querida amiga Gaia que nos acolheria amorosamente como mãe de uma jornada tão única, foi então nestes momentos que o primeiro capítulo deste livro surgiu... Yambar se despedindo de Lux... naquele tão magnífico abraço de luz conceberam Árianalô seu filho de luz completo e magnífico como todos somos, gerados em forma completa masculino + feminino, vivemos histórias como seres completos e depois decidimos vivenciar outras tantas histórias como seres separados, e assim enriquecer mais a grande biblioteca de nossa mônada e consequentemente de todo universo... compartilhando nossa luz lotada de experiencias neste magnífico oceano de amor sem fim.
Não importa se vivemos para frente ou para trás na roda do tempo... se é que me entendem... vemos multidimensionalmente e assim vemos tudo no eterno momento do agora onde todos somos um
Aulos também se despediu de Gotija neste típico e amoroso abraço infinito que ficaria no subconsciente de Aulos por toda a sua jornada, este momento de fusão com seu complemento divino, deveria esperar um bom tempo linear para novamente acontecer.

Quem participaria do projeto ainda não se despedia, pois ainda haviam várias etapas para chegarem finalmente a encarnar na Terra... então neste ponto de despedidas todos que ficariam abraçavam quem partiria... como eu ficaria no meio do caminho observei a todos participando com minha luz deste momento feliz com uma mistura de saudade que viria...  Todos, inclusive Ashtar participavam destes momentos de abraços intensamente, Mas... Na verdade em outro ponto de vista nós nem saímos "daqui" da 12a dimensão, nunca nem ao menos deixamos de estar na Mônada , apenas projetamos nossas mentes/energias para os locais, mas não quero confundir a mente do caro leitor... sigamos com a tradução de sensações entre dimensões! Já que foi assim que sentiram.

Yambar deu mais uma olhada para Lux guardando aquela imagem em seu coração e subiu na nave gigantesca junto aos outros participantes do projeto Terra...  A nave de transporte era tão grande que parecia mais um planeta com todos dentro...  Nos levavam para a proximidade do sistema solar onde começaríamos nosso momento de fragmentação...
Mas afinal o que seria esta fragmentação? Os corpos humanos e até o que eu usaria de mentor e corpos de anjos também  não suportam a nossa energia intensa acima da 7a dimensão, então resumindo nós nos dividimos, nos projetamos energéticamente em várias partes, agora habitando na 7a dimensão Vamos chamar esta parte nossa na 7a dimensão de Eu Sou e nosso ser completo na 12a dimensão de Eu Sou Solar... ok?!
Então ao nos dividirmos para a 7a dimensão...  após muito preparo chegou o momento, o nosso Eu Sou pessoal surgiu e perdeu suavemente o contato com estas outras partes que logo chamaremos de realidades paralelas tão únicas como você é , mas vivendo coisas diferentes, e tudo se somando ao grande Eu Sou Solar
No meu caso (Alun) e Lúan também Chegamos neste ponto e nos preparamos para entrar na 5a dimensão, e por aqui ficar, já quem encarnaria também se preparava para o mesmo, mas todos iriam além, descupem o momento matemático, mas foi assim que nos sentimos, sendo divididos para caber nossa energia no projeto, no momento que o Eu Sou nos projetou na 5a dimensão várias vidas em vários tempos diversos foram criadas, o que chamam aí de reencarnação, do ponto de vista  da 5a dimensão ainda é em um momento só, não há antes nem depois à não ser que definamos algum parâmetro como o tempo... então neste momento as personalidades ficaram mais únicas e ao sair da 7a dimensão para a 5a alguns já começaram a se despedir dos seres em mais abraços... 
Eu já disse que o abraço é nossa atividade preferida?! Rsrs risos... A despedida é porque novas personalidades começariam a surgir com estas divisões  e ninguém mais seria o mesmo...
Eu na 5a dimensão também tenho pouco contato com meus outros eus de 5a dimensão e ainda menos com meus outros seres de 7a dimensão...pois tenho que me concentrar no que faço aqui , nesta vida , nesta 5a dimensão. Já a variedade das formas humanas que vocês vieram encarnar é estupendamente rica... uma incrível experiencia de divisão
Resumindo então, ao estarmos prontos uma grande parte de nossa energia ficou junto ao sol, (Eu Sou Solar na 12a dimensão) emanando luz e equilíbrio ao sistema solar inteiro... e assim com uma luz reduzida e agora compatível entramos nosso sistema Solar com versões de Eu Sou agora em 7a dimensão, e, neste proximo momento ao nos dividirmos em diversas vidas em formas, tempos e lugares diferentes, na 5a dimensão, fomos levados para as colônias que pairam em dimensões invisíveis sobre o planeta Terra... o local mais conhecido como Céu... que não se enganem, possuem vários locais diferentes e dimensões diferentes...
Agora sim possuíamos almas compatíveis ao planeta Terra, ficamos todos juntos e esta preparação pareceu a mais longa pois os humanos deveriam se fragmentar ainda mais um pouco... Eu e Luan já estávamos no ponto, mas havia muito para treinar, só que agora descíamos para o plano físico fazendo um treinamento de campo mesmo ao lado de outros anjos, mentores e humanos.
Esta fragmentação continua, apesar da parte completa de todos jamais sair de lá, como o Eu Sou que conhecem como Eu Superior, ou Anjo Solar... Vocês agora na 3 D talvez se lembrem de alguma meditação onde se sentiram em uma dimensão superior...  sentiram seu Eu Sou... e ainda acima podem sentir seu Eu Sou ainda mais completo que permaneceu no orbe Solar...  Acima disso sentiriam o abraço de sua chama Gêmea e se sentiriam como seres completos em sua Mônada de origem ... que com facilidade entra em contato com o Todo, a Fonte de toda a vida, conhecido por vocês como Deus...
Da mesma forma que ao chegarem aí vocês foram projetados em energias com frequências compatíveis ao planeta... Ao sentirem seu Eu Sou, ou até a fonte vocês projetam suas intenções e tem uma lembrança, um contato com suas partes em dimensões muito superiores... não há como um ser de 3D receber uma energia completa e direta de outro de 7a dimensão... pois explodiria... e da mesma forma foi todo este preparo dos humanos , fomos descendo nossa energia gradativamente, pois ninguém ali presente tinha intensão de explodir o planeta e todo o projeto.
Ashtar também veio conosco, só que em sua forma de Arcanjo Miguel, mas também jamais deixou sua função de comandante de mundos, não vou tentar explicar esta multidimensionalidade toda para não tornar a leitura massante, vamos curtir o momento assim como foi sentido por vocês leitores!
Arcanjo Miguel, Gabriel, seu anjo da guarda e todos os outros Estavam lá treinando conosco... todos os arcanjos e anjos que você pode imaginar ou não... pois cada ser humano na Terra possui pelo menos um anjo particular e um mentor, eu e Luan fomos para a equipe de Yambar... em todas as suas vidas nós estávamos lá ... Sananda e Nada Também tinham sua equipe... tudo organizado com muito amor

6- A última divisão

Voltando ao treinamento na colônia, na nossa turma Aulos, Yambar, Almyo, Zigsty, Arian e Nalô, Niel e Maia... todos treinavam para a última grande separação que haveria ao encarnar em um corpo humano, nesta o véu do esquecimento se instalaria e mal se reconheceriam ao se cruzarem... a separação  para a 3a dimensão é mais ou menos assim:
Nesta última separação perderiam o contato pleno seu Eu Sou... e há 3 partes que descem:
1-A Alma que envolve o corpo humano e lhe dá vida
2-Seu Anjo dourado (ou Anjos Sandra não tem certeza)
3-Comitiva de ajudantes de luz (Sandra está achando que são seus bichos de estimação) Após estudos ela concluiu que é sua parte Elemental que liga sua alma à mãe Terra, a todos elementos naturais e da fisicalidade, incluindo seu próprio corpo.
Fora os achismos rsrs, estas 3 partes nunca deixam de ser você mesmo, uma equipe formada por você mesmo, já que era tão maior em luz que jamais caberia apenas na forma de alma humana... o Anjo dourado por exemplo tem toda sua sabedoria inata, contato direto com seu Eu Sou, te equilibra, te guia pelos caminhos, te intui a todo momento é praticamente você na 5a dimensão.
Já a comitiva....hum... Estou aconselhando a Sandra a parar um pouco, preciso lhe dar umas aulinhas! Até mais com nossa novela, namastê irmãos de luz, não esqueçam que estamos a apenas um pensamento de distância... meu nome é Alun, volto em alguns dias!
(quem acompanhava a escrita retorne ao momento de nos fragmentar no Sol... ** será melhor explicado)

música que ouço agora:   https://www.youtube.com/watch?v=sRI43aPhzFI

Pronto voltamos, corrigimos algumas falhinhas... mas entendam a licença poética a escritora aprendendo enquanto escreve... é bem interessante!

Então se preparavam agora (5a dimensão) para escolher suas famílias e se dividir em: 1- Alma,2- Anjo dourado que sabe todo seu histórico espiritual e 3- seu ser Elemental representando tudo o que seus 5 sentidos podem captar...
Não há parte melhor nem pior, todas são você, não há como se achar pequeno por estar fragmentado, você ainda é a Fonte, a Mônada, ainda está abraçando sua chama Gêmea naquele eterno agora... você é o seu Eu Sou sempre... e experimentando, captando e compartilhando lindas e variadas experiencias com todos os seres de outras dimensões... 
vejam as divisões como explosões de alegria ao querer se experimentar como o Todo fragmentado e hoje com estas informações procurem conectar estas suas 3 partes, sua saúde será perfeita, seus projetos divertidos, se sentirá realizado notando muitas sincronicidades do universo fluindo em perfeita harmonia pela vida que te cerca... Viver atento ao momento do agora, se ouvir, se sentir em paz e silêncio será sua melhor ferramenta de conexão de suas partes e consequentemente ao seu Eu Sou e além.
Vocês estão vivendo agora em seu despertar, o reencontrar pessoas, o relembrar de quem são, exatamento o momento oposto da divisão onde nos despedimos, pois era a hora de se esquecer... este abraço foi muito mais demorado, por mais que eu e os anjos lembrassem era hora dos humanos esquecerem e antes de começar a despedida um a um nos abraçamos pacientemente juntando nossas luzes neste último momento onde todos ainda possuiam consciencias de quem eram de verdade.
Todos se abraçavam e quem ainda possuía seu complemento divino permanecia ainda mais nesta despedida, confesso que feliz, era um momento de comemoração, cada um em um tempo diferente nasceria naquele lindo planeta cheio de ricas experiências, cada um escreveria suas próprias histórias, Arian abraçou bem demoradamente sua mãe espiritual Yambar combinando muitos encontros durante este abraço, e por último abraçou demoradamente seu complemento divino Nalô, Almyo abraçava seu pai espiritual Aulos combinando momentos especiais em família e depois abraçou Zigsty como despedida... eu abracei todo mundo mesmo e permaneci grudadinho com minha Lúan por todo o projeto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário